segunda-feira, 7 de julho de 2008

Recebido por mail

Radiante com o sucesso a Matemática, a Juventude Socialista convidou a Ministra da Educação para um piquenique.

Maria de Lurdes Rodrigues desmarcou o que tinha em agenda, convidou o Canal I da TV, enviou e-mails para as rádios e jornais de confiança e lá foi para uma quinta que Lello comprou, logo a seguir à primeira campanha eleitoral de que foi director, no Minho.

Quando chegou ao local, onde se preparava o evento, foi recebida efusivamente por todos os jovens militantes do PS que tinham acabado com sucesso o exame a matemática e eram o orgulho do Secretário de Estado, Valter Lemos, e de Margarida Moreira da DREN.

Cumprindo as formalidades do bom camaradismo, a Ministra, o Secretário de Estado, a Directora da DREN e outros notáveis que a acompanhavam dirigiram-se para o local onde se preparava o churrasco. Reparou que junto à churrasqueira estava um monte enorme de sacos cheios de um pó branco.

Pensou nas questões fracturantes da Juventude Socialista e, com um sorriso maternal, no tom doce que a caracteriza, perguntou ao líder do evento, por sinal um Autarca colega de Sócrates na Universidade Independente:


- O que é que está dentro daqueles sacos?

- É cal, senhora ministra

- Cal? Mas para quê??

- Eu também não percebi, senhora Ministra, mas as ordens que recebi foi de comprar 102 sacos de cal!

Preocupada, Maria de Lurdes Rodrigues, acompanhada por Valter Lemos e Margarida Moreira, dirigiu-se ao rapaz que liderava o churrasco e perguntou-lhe:

- o que é que pretendes fazer com tanta cal?!..

O rapaz, espantadíssimo, respondeu:

- Eu não encomendei cal nenhuma!

Foram os dois ter com o elemento da JS que fizera as compras para esclarecerem o assunto.

- Olha lá, quem é que te mandou comprar estes sacos de cal?

- Foi o camarada Presidente! – e apontou para o Autarca.

O autarca ficou de boca aberta e o JS logo o interpelou:

- Agora não te lembras?!... Ainda tenho aqui o papel que escreveste.

E exibiu uma lista enorme de compras a fazer onde se lia perfeitamente
102 quilos de cal.

O Autarca, também chamado camarada doutor, mirou, tornou a mirar o papel e disse:

- Eh pá... mas tu és mesmo burro! Não vês que me esqueci de pôr a cedilha?

O que eu queria dizer era Çal !! E não era 102 sacos mas sim 1 ô 2 !!!


7 comentários:

Bernardo Moura disse...

eheheheheheh..
esta não conhecia, pff.

zeka disse...

Buuuuuurrrrrrrrrrrrros até dizer chega!

Bernardo Moura disse...

O Sabão está apaixonado!
eheheheheh

António Sabão disse...

Sim! Pela vida!!!

Bernardo Moura disse...

Chama-se vida a rapariga?

António Sabão disse...

Chama! Bruxo!!!

Anónimo disse...

Entschuldigen Sie, ich habe diese Phrase gelöscht levitra cialis preiswert [url=http//t7-isis.org]cialis ohne rezept[/url]