quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Numa farmácia do Entroncamento, entra um senhor e dirige-se ao empregado: - Bom dia, eu queria um comprimido! O empregado vai lá dentro e traz-lhe um comprimido aí com meio-quilo. - Então! - diz o senhor - Apresenta-me isto?! - Oh meu senhor, aqui no Entroncamento é tudo à grande! - diz o empregado. - Olhe, já agora, queria um pacotinho de algodão! E o empregado traz-lhe um pacote enorme de algodão. - Ena!!! - diz o senhor. - Oh meu senhor, eu já lhe disse! Aqui no Entroncamento é tudo à grande! O empregado faz-lhe a conta e pergunta-lhe: - Olhe! E não queria mais nada? - Olhe, eu queria supositórios mas vou comprar a Lisboa!

7 comentários:

navegadora disse...

E faz muito bem carago...senão não há cú que aguente...nem com sabão entra!

António Sabão disse...

Heheheheh...Quem sabe com vaselina! :)))
Beijinho

zeka disse...

Pois é, os supositórios rebentam com o olho do cú e tu, com estas putas destas letras amarelas, queres rebentar com os da cara!

Ráizzzfoda esta mania do pessoal por letras claras em fundo escuro!
Não vos fode a vistinha, não?!
Sou só eu o visgolha?!

zeka disse...

Já deixei de visitar blogs por causa disso... este é o próximo!

Bernardo Moura disse...

eheheheheh
ja conhecia, pff..

fotógrafa disse...

Bom fds

Quase Nada

O amor
é uma ave a tremer
nas mãos de uma criança.
Serve-se de palavras
por ignorar
que as manhãs mais limpas
não têm voz.
(Eugénio Andrade)

xico man disse...

^HHEHEHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHEHHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHE!Demais!